segunda-feira, 8 de março de 2010

I believe, you believe...

WE BELIEVE. Isso mesmo, nós acreditamos! E devido a isso, hoje estamos aqui. Acreditamos em uma vida com igualdades. E nós conquistamos. Hoje em dia, parece tão comum dizer, que a mulher conquistou sua propria liberdade, que passa despercebido a luta que essas palavras trazem. Posso me denominar feliz, em nascer pleno século XXI. A verdade é que hoje eu pensei... e cheguei a conclusão que é bom ser livre. Tudo bem, não estou dizendo que "uau, eu sou livre" porque como qualquer ser da minha idade, dependo exclusivamente dos meus pais. Mas tenho o direito de fazer minhas escolhas, e ninguém pode me descriminar por isso. Imagine isso a menos de 80 anos atrás? Vamos ser realistas. Vamos ouvir nossas avós e afins. Elas não viviam tão livres assim. O homem exercia o papel de "chefe, patrão, dono" tinha tal liderança que mandava mesmo. O que mandava era lei. O que fazia era idolatrado. Ou nem era. Mas tinha que fingir ser. Tinha de ser aceito, sem poder contradizer. Era tudo tão diferente, e talvez não fosse tão agradável quanto dizem. Vou convir que tinha os seus lado bons também, como tudo tem, mas eu acho que agora tem mais. Temos o direito de lutar por aquilo que queremos. E ninguém vai impedir isso pelo fato de sermos mulheres. Somos guerreiras, mas não deixamos nossa sensibilidade de lado em momento algum. E sofremos, e caímos, e levantamos, e vencemos... novamente. E hoje, mulheres sustentam famílias. E ainda assim, mulheres sofrem. E é pra isso que lutamos dia-a-dia. Ou melhor... não lutamos. Pensamos, lamentamos, mas não fazemos nada pra mudar. Deixa eu contar que hoje, meu pai chegou contando uma noticia DA MINHA PRÓPRIA CIDADE, que me deixou perplexa! Dizia que um presidiário agrediu a esposa de outro presidiário para se vingar do mesmo. E o pior sabe o que? a criança viu tudo. Ficou dois dias chorando, enquanto a mãe estava adormecida. Vamos ser humanos. O que é para uma criança, ver tamanha violência? Com a própria mãe? O que leva um homem a fazer isso? O que a mulher tinha a ver com os erros do marido? Eu não entendo, isso me deixa louca, pirada, frustrada, indignada e diabo a quatro. Saber que existem pessoas capazes de fazer isso, e muito pior. Mas enfim, eu realmente espero que a justiça seja feita, não só com esse sujeito do que com todos que fazem tal violência... E agora quero dizer, o lado que estou feliz, por saber que quanto mais o tempo passa, mais livres ficamos, mais independentes, com o direito de ir e vir. De falar o que pensamos, e de poder ser aceita, como somos. Mais guerreiras, e quanto mais guerreiras, mais vencedoras. Afinal, direitos iguais não é mesmo? Feliz dia da mulher, merecemos! :)

2 comentários:

  1. A gente é de mais, somos Fodas |m|

    ResponderExcluir
  2. Isso aí pooooooooooooxa!
    AOEHDOHOEHDOIEHD, mt lindo e mt verdadeiro kau *-*
    Beiju <3

    ResponderExcluir